/Carência do plano de saúde: saiba como funciona
medico

Carência do plano de saúde: saiba como funciona

Entenda como funciona a carência dos planos de saúde, procure fazer uma pesquisa de mercado detalhada, para ver todos os prós e contras daquele serviço a contratar, leia com atenção contratos, carências dos procedimentos e exames para evitar problemas e transtornos.

Depois de contratado fica mais complicado, melhor se precaver!

O que é carência de Plano de Saúde

Carência de plano de saúde é o prazo onde o contratante precisa aguardar para usufruir dos serviços contratados.

Estabelecido pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), está previsto em contrato.

O período varia, cada operadora pode determinar o período para ser liberado a utilização do serviço, independente do previsto por lei.

Então antes de contratar um plano de saúde certifique – se de estar ciente de todos os procedimentos, essas informações são encontradas no contrato de prestação de serviço da operadora.

Quando assinado o contrato, confirma estar ciente das obrigações e deveres do contratante e contratado.

Quais os prazos de carência

A seguir do prazo de carência, o contratante terá acesso livre para atendido nas especialidades desejadas.

Geralmente casos de urgências e emergências o prazo de carência é liberado mais rápido no máximo de 24 horas.

Nos casos de partos a carência se estende para 300 dias e outras situações como internamentos e cirurgias 180 dias.

Ressalva alguns casos de plano empresarial, conforme contrato incluindo mais de 30 funcionários, ocorre à isenção da carência.

Mas se o seu plano for coletivo por adesão, é isento de carência depois de 30 dias após a formalização do contrato com a empresa ou sindicato em que o funcionário atua.

medico

 

Qual é os meu direitos em relação a carência

Caso esteja pensando em trocar de operadora de plano de saúde, existe a possibilidade de portabilidade, favorece o contratante isentando da carência nessa troca. Fique atenta, caso fazer a recontagem de carência, não é permitido e pode fazer valer seus direitos.

O agravo é a probabilidade do beneficiário pagar um valor a mais extra à mensalidade para diminuir o período de carência e coberturas, até mesmo nos casos de internações, cirurgias, procedimentos complexos, antes do cumprimento dos prazos de carência.

Um acordo entre o contratante e o contratado para beneficiar o usuário e suas necessidades de utilização do plano de saúde.

Adesão de novos dependentes no plano de saúde

Se deseja colocar o filho recém nascido como dependente no plano de saúde, terá um prazo de 30 dias após o parto para incluir, mas verifique o prazo de carência do titular para que não ocorra nenhum eventualidade, necessário que o contratante tenha cumprido os 180 dias de carência se o plano for hospitalar com obstetrícia.

Criança adotiva recém nascido ou de até 12 anos também podem ser colocadas no plano de saúde como dependentes, sempre consulte o contrato do serviço contratado.

Conclusão

A contratação de um serviço requer muita confiança, conhecimento e entendimento de todos os fatores, procure sempre conhecer o contratado, conferir o contrato para saber como funciona o período de carência e cobertura do plano de saúde.